Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘racionais’

Muito além do que desejei

 Sempre existe um desejo.

O desejo arde no peito, na mente e cresce à medida que o alimentamos. Arde como labaredas em brasas.

Desejamos coisas grandes e desejamos coisas pequenas, isso depende do foco que temos, mas o certo é que desejamos.

Desejamos coisas como um sorriso, um amor para a vida toda, uma lágrima e também desejamos casas, carros e dinheiro. Temos o desejo de servir e sermos servidos. Há aqueles que desejam fama, glória e serem notados. Sim, o desejo simplesmente existe!

Se colocarmos em uma balança ou nos perguntarmos qual o desejo é o maior, alguns responderão que sem dúvida é a casa, carro ou dinheiro.

Mas se faz necessário dizer que o maior desejo é aquele no qual o nosso coração está.

Se pudéssemos imaginar nosso futuro, certamente desejaríamos somente aquilo que iria nos trazer felicidade real, desejaríamos somente aquilo que estivesse no coração de Deus, pois assim jamais seríamos decepcionados, decepcionados por falsas expectativas, falsas ilusões.

Somos estranhos seres, sempre desejosos de coisas grandes e valorizando pouco as pequenas.

Vemos os animais como seres irracionais, mas se os observarmos com mais cuidado, veremos que eles são sábios. Tudo o que desejam é carinho, um lugar para se abrigar e comida. Ensinam seus filhos a se defenderem, se alimentarem e quando eles crescem são literalmente livres para seguirem seus caminhos. E o engraçado é que todos seguem o exemplo dos pais, fazendo as mesmas ações nas quais foram ensinados. Quando são domesticados, se tornam os mais verdadeiros amigos, leais e capazes de darem a vida por aqueles que amam. Se são selvagens, só matam por mera necessidade de se alimentar.

E o que dizer dos seres ditos racionais? Somos egoístas, maquinadores do mal, oportunistas e geralmente não seguimos os passos dos nossos pais. Desejamos mais do que eles conseguiram! Desejamos superá-los! Alguém pode dizer que não vai querer ter a vida que seus pais tiveram ou que não querem ser parecidos com eles por causa dos maus exemplos que deram. Mas isso é uma reação em cascata.

Posso pensar em muitas coisas e situações com as quais sonhamos, coisas que ansiamos.

Nossos passos nos levam para longe de Deus. Nossos olhos, ao constatarem que o caminho pelo qual seguimos, choram. A verdade é que nunca é tarde para nos voltarmos aos desejos sadios, pois o coração do Pai é uma casa de portas abertas, pronta para nos acolher.

Deveríamos desejar amigos, irmãos, sorrisos sinceros, abraços calorosos. Isso deveria nos bastar.

Deus tem para nós bênçãos sem medida, mas ao duvidarmos disso, limitamos nossa fé e fazemos uma barreira que nos impede de receber as dádivas do Senhor.

O que Ele tem para nós excede nossas expectativas e vai além do que desejamos. Contemplemos, pois, a beleza das flores, dos pássaros, o abraço caloroso em torno do pescoço. Valorizemos o sorriso, a lágrima feliz, a companhia dos verdadeiros.

Visto que o tempo é curto e passa rápido demais e somos pouco merecedores do amor de Deus, a nós, deve bastar Sua graça diária, pois:

“Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças como trapo da imundícia; e todos nós murchamos como a folha, e as nossas iniquidades como um vento nos arrebatam.” Isaías 64:6

(Por Rosimeire Leite)

Jeremias29

Anúncios

Read Full Post »

Teologando

reflexões sobre a teologia cristã

Design

Just another WordPress.com weblog

Vida com Deus

Uma maneira simples e prazerosa de garantir o seu bom dia!

justicaparaonovomilenio

Just another WordPress.com site